segunda-feira, 1 de junho de 2009


PERDOA, MEU AMOR
(Casemiro Vieira)

"Perdoa, meu amor, perdoa!
Perdoa, eu bem sei que errei...

Perdoa, meu amor, perdoa!

Perdoa se lhe magoei.


A minha vida era só melancolia

Até você aparecer um dia

Como se fosse uma rosa fugidia

Fez dos meus sonhos essa louca fantasia.

Ainda sinto teu perfume encantador

E nos meus lábios os teus beijos sedutores
Perdoa, meu amor, perdoa!

Perdoa se me tens amor!"


Desde que nasci, eu frequentei, até os 19 anos, a Igreja Batista do Calvário, em Sobradinho, cidade em que fui criada. Lá havia um velhinho de quem gostava demais e seu nome era Honório. O Irmão Honório.
Sua esposa teve um AVC e ficou inválida, totalmente dependente dele e de sua filha.
Era um casal lindo! E ele cuidou dela até o dia em que o Senhor da Vida resolveu buscá-la.
Durante o tempo em que ela era viva, no entanto, ele jamais faltou a um culto sequer... Sua cabecinha branquinha era presença constante nos cultos de domingo, pela manhã e à noite, assim como o era também nos cultos durante a semana.
Eu fazia questão de lhe dar um abraço todas as vezes em que me encontrava com ele.
Dele é uma das definições mais lindas da palavra "Perdoar" que eu já escutei na vida: "Perdoar é fazer o amor brotar novamente".
Amar, significa, entre outras coisas, ter bastante trabalho... Não é fácil fazer algo brotar novamente depois que morre...
Aliás, é impossível!!! A não ser que haja um milagre... E, no caso do amor, o milagre é o Perdão...
A arte de perdoar é fazer-se de jardineiro na vida... Não é fácil plantar, revolver a terra, regar, podar... E, quando esta flor nasce, é mais complicado ainda mantê-la viçosa por todo o tempo... Daí, chega o dia em que, por algum motivo ela morre...
Aliás, Sthendal foi quem disse que "O amor é uma flor delicada, mas é preciso ter coragem para colhê-la à beira do precipício".
Assim é que, não somente é difícil de cultivar, como é difícil obter suas sementes...
Mas, para haver perdão, é necessário que alguém tome a iniciativa, antes que o tempo passe demasiadamente, a ponto de não haver mais salvação para a semente que morreu...
Apesar de que, para Deus, o Grande Jardineiro, não há impossíveis...
Porém, para que deixar o tempo passar se você pode tomar a iniciativa de dizer: "Perdoa, meu amor, perdoa"?
Reconhecer seus erros não é o fim do mundo! É, no entanto, fazer-se sensível às dificuldades da pessoa que você ama.
Vamos lá... É tão ruim ser só no mundo!!!
Como é bom saber-se perdoado, mas é melhor ainda perdoar!!!
Volta ao amor... Saberá como é maravilhoso ver uma "rosa fugidia"... Aquela que brota quando você menos espera!!!
O Amor brotará novamente, e cada vez que ele brotar será mais bela a visão de sua beleza!!!
Abraços a todos e uma excelente semana!!!

Nenhum comentário: