terça-feira, 26 de maio de 2009

Maria da Saudade...




Maria da Saudade...
SAUDADE: Sentimento mais ou menos melancólico de incompletude, ligado pela memória a situações de privação da presença de alguém ou de algo, de afastamento de um lugar ou de uma coisa, ou à ausência de certas experiências e determinados prazeres já vividos e considerados pela pessoa em causa como um bem desejável... Dicionário Houaiss.
Incompletude... Este é o sentimento que tenho agora no meu coração. Quem nunca se sentiu assim, que atire a primeira pedra...
Tenho achado que meu nome deveria ser Maria da Saudade!!! Hoje, especialmente, sinto-me mais incompleta do que nunca!!!
Saudade... Estou afastada de muito do que amo na vida... Distante daquilo que sonho. Então, a saudade pode ser também daquilo que não existe ainda?
Será que posso dizer da saudade: Hoje estou me sentindo incompleta???
Acredito que achei a minha metade... Aquela mesma que todo mundo vive a procurar... Mas, eu a perdi novamente... Perdi, não porque não sei bem onde ela está... Mas, é que a minha metade insiste que não cabe em mim!!! Então, de fato, quando isto acontece, achamo-nos incompletos...
E estamos, mesmo!!! O bom da vida é não ter vergonha do que se sente...
Edith Piaf chegou à mais bela conclusão da vida: Que amar é que vale a pena. Mas, a pena por amar é sentir saudade... Sentir-se incompleto, sentir que lhe falta o ar, sentir que seu coração já não é mais suficiente para caber aquilo que você sente... Daí é preciso compartilhar com alguém o coração... E, quando este alguém não está, daí podemos saber o real sentido do que é saudade...
Palavra maravilhosa!!! Dizem que ela é única no mundo. Não existe em outros idiomas uma palavra que designe tal sentimento. Que em qualquer lugar do mundo todos sabem que existe.
Existem termos equivalentes... Mas nenhuma PALAVRA, esta forma arbitrária de designar algo ou alguém, que denomine um sentimento específico.
Daí veio a Última Flor do Lácio e fez este enooooorme favor para nós outros lusofalantes.
Quem, mais do que a Maria da Saudade, poderia amar mais tal palavra?
Sou mesmo assim... E estou deste jeito: INCOMPLETA!!!


2 comentários:

®i© disse...

Prima, adorei... Se bem que tudo que você faz é com perfeição!! Beijossss

Dani Sílthrim disse...

Então, conheci o blog a poucos dias e apos ler algumas das postagens recentes resolvi ler as mais antigas. A primeira. E me encantaei.
Muito lindo esse 'texto', fala de uma coisa tão dolorida que ao mesmo tempo é linda.
Estou encantada, parabéns Gabrielle.