sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mais Que Amigos... Companheiros



Par Perfeito

"Se você me ama e eu o amo, então você é meu “Par Perfeito”...Se você me quer ver feliz, e eu a você, então, meu bem, o que estamos esperando?Se você respeita o meu espaço e eu o seu, então, seremos um bom par...Se você me ouve e eu o ouço, então, podemos ouvir música e dançar juntos.Se você me sente, e eu sinto você, então, podemos andar de mãos dadas por aí. Se você prova do meu amargor, e gosta – assim, como quem gosta do amargo do jiló por saber que é o amargo que faz o jiló ser o que é – e eu bem assim a você, então, podemos compartilhar nossos problemas...Se você me faz emergir do Lago de Narciso e eu quebro seu Espelho, então, podemos olhar um nos olhos do outro...Se você confia em mim, e eu em você, então podemos largar nossas mãos e andar separados um pouquinho. Voltaremos a dar as mãos porque sentiremos saudade...Se você é meu amigo e gosta de estar perto de mim, e eu bem assim de você... Então, dividiremos tudo.Se você é o meu amor, e é também meu companheiro, e eu o seu amor, e também a sua companheira... Então, você é meu “Par Perfeito”, e eu me contento em estar ao seu lado... Se estiver no seu coração!"


Escrevi este texto há algum tempo para preencher aquele campo do nosso Profile do Orkut "Par Perfeito"...

Bom, há algumas considerações que gostaria de fazer a respeito desse texto porque boa parte de quem lê não presta a atenção que eu gostaria ... Uma pena.

Tenho quase 30 anos, dos quais passei quase 10 casada. E, entre erros e acertos, eu acho que aprendi algumas lições que gostaria muito de compartilhar. Claro, que não chega aos pés do conhecimento de alguns que estão na vivência conjugal há muuuuuuuuito mais tempo.

Então... A primeira é a respeito da reciprocidade... Sabe, uma união, seja ela de que forma for, é feita de trocas. Sem elas não é união, mas uma doação individual.

Só há uma união se o que ama é amado! E só se faz alguém feliz se o desejo do indivíduo é fazer o outro feliz, antes mesmo de querer ser feito feliz ou de estar feliz.

O segredo de saber o que o outro deseja é ouvir... E muitas vezes este "ouvir" ultrapassa as barreiras do nosso sistema auditivo. É como disse Gibran em seu maravilhoso livro O Profeta a respeito da amizade: "Quando ele (o amigo) se cala seu coração continua a ouvir seu coração"...

É importante que haja amizade, antes de tudo!!!

Sabe, ao longo desses anos eu percebi, em meu casamento fracassado, e em muitos outros que não vão bem das pernas, que falta a amizade.

Amigo de verdade é aquele com quem você pode falar de tudo, que muitas vezes lhe magoa com as verdades - e não-verdades também - mas, mesmo assim, você repensa e o ama mesmo assim pois, como dizia nosso Guimarães Rosa, "Amizade dada é amor".

E é um amor muito curioso... Amigos são pessoas que não têm aparentemente nada a ver um com o outro, nasceram em lugares diversos, têm usos e costumes diferentes e, inexplicavelmente são amigos!!! E se amam!!!

Como pode ser? Há amizades que perduram vidas inteiras sem jamais acabar, mesmo quando essas pessoas se ofendem...

Por que não podemos, oras bolas, sermos amigos de nossos companheiros? Podemos ter amigos e não podemos ter companheiros amigos? Como assim???????????????

Dizem-nos e dizemos: Quero uma mulher, quero um homem!!!

Poxa, não dá para querer uma mulher ou um homem que também sejam nossos amigos?

Se for assim, há o respeito, acontece o ouvir, acontece o sentir... Sentimos o coração de nossos amigos... Podemos sentir o coração de nossos parceiros...

Amamos nossos amigos com toooooooodos os seus defeitos, com todos os seus amargores... Por que não pode ser assim com nossos cônjuges?

Poxa, seria tudo tão mais fácil se fosse assim, não seria? Por que somos muito mais francos e verdadeiros com nossos amigos do que com nossos cônjuges? Não caia neste erro!!! Não faça isto consigo, nem com a pessoa que você ama!

Demais considerações gostaria de fazer, também, a respeito dessa história de olhar para o outro.

Sabe, já reparei que as pessoas não aceitam as outras como elas são, com suas qualidades e seus defeitos.

Mário Quintana escreveu um textinho do qual gosto demais:

"E disse o elefante às rãs que em torno dele saltam: 'Tenham mais compostura! Oh, céus! Que piruetas incríveis!'Pois são sempre nos outros desperezíveis as qualidades que nos faltam"...

Que maravilhoso texto... Tão pequeno e tão intenso ao mesmo tempo!

Acontece que ele é maravilhoso porque é verdadeiro. Esta é a questão... Quando vemos os "defeitos" de alguém, na verdade podemos vislumbrar aquilo que, na verdade, não temos em nós mesmos... Uma espécie de invejinha básica, sabe como é?

Então, quando eu me refiro ao Lago de Narciso e ao Espelho, eu quero dizer, em outras palavras: "Se você pode me fazer parar de olhar para mim mesma, e eu consigo fazer com que você pare de olhar só para si mesmo, então, podemos olhar, um nos olhos do outro, e, assim, tenha por certo que nos enxergaremos um ao outro sem nos depararmos com as qualidades que nos faltam um no outro, e sem qualquer distorção..."

Olhe seu parceiro(a) como a seu melhor amigo(a)... Nada será melhor, você vai ver...

Vá além da amizade nos momentos em que seus cinco sentidos físicos estiverem a serviço daquele(a) que detém seu amor...

Quando seus olhos o olharem com admiração e ternura, quando suas mãos o tocarem com suavidade terna, quando provar dos seus doces beijos derretendo-se em seus braços, quando sentir seu cheiro marcante e ainda, quando estremecer de tanta emoção só por ouvir a sua voz...

E extrapole ao amigo(a)-companheiro(a) o uso dos muitos sentidos que possui a sua alma...É ela quem fará que você sinta tudo aquilo descrito acima quando seu corpo estiver em função do ser amado...

E aí, queridos, quando houver o amor, haverá o tal "Par Perfeito", que só não é perfeito porque está além de nossa compreensão acreditar que aquilo de que não gostamos no outro é apenas aquilo que desejamos em nós mesmos...

Abraços a todos e um excelente fim de semana!!!




Nenhum comentário: